Menina, nem te conto!

Quer participar do ‘Menina, nem te conto’? Envie sua história para meninanemteconto.estudio@gmail.com ou entre em contato.

Menina, nem te conto! Precisa de um empurrãozinho?

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Menina, nem te conto!, Tirinhas 182 comentários

Quando estava na faculdade fui a um churrasco e lá acabei conhecendo um amigo de uma amiga. Ele se interessou por mim, mas eu nem dei muita bola porque gostava de outro. Então entre uma bebida e outra acabamos ficando juntos, ele me levou em casa e pronto.

Só que ele não desistiu de mim. Queria muito sair comigo. Eu não dava bola e sempre arranjava uma desculpa para não sair com ele. Ele ficou esperando eu sair do trabalho com flores, foi até a minha casa só pra levar uma caixa de bombons. E eu nada de dar nenhum beijo nele, vivia dizendo que não tava querendo me envolver com ninguém agora, etc…


Até que um dia achei que deveria dar uma chance a uma pessoa que tava interessada do que ficar correndo atrás de quem não está nem aí. Então marcamos de sair.

Ele me pegou em casa (a distância da minha casa para o centro da cidade é de mais ou  menos 30 km) e ele morava no centro. Fomos a um lugar super chique. Tivemos que ficar em pé na fila para esperar vagar uma mesa. Ele pediu vinho espumante (que eu odeio), tábua de frios, perguntou o que eu queria, ou seja, foi um verdadeiro cavalheiro.

Mas mulher é complicada, quando não está afim do cara, não adianta, que não rola mesmo.

Ele pagou a conta, nem cogitou dividir. Nossa, era o cara que eu pedi a Deus e juro que estava tentando mesmo gostar dele.

Mas no caminho de volta pra casa, o carro dele começa a falhar (e eu olhei logo pra ver o marcador de gasolina que estava na reserva). E aí o carro parou… por falta de gasolina.

Ele não queria admitir que era isso, mas quando ele resolveu falar, soltei aquela gargalhada e falei que não acreditava e adivinha a desculpa que ele me deu? ‘Fiquei o  dia todo pensando em tanto você e preparando o nosso encontro que esqueci de colocar gasolina no
carro!!!’

Caraca, ninguém merece isso… Pra que me levar num lugar chique se não coloca nem gasolina no carro? Aí foi a gota d’água… Como já  não estava nem tão afim, foi esse o motivo de desaparecer da vida dele rapidinho… he he.”



Beijos

Erika


Mas e aí, Erika? Você empurrou o carro do gato ou não? hahahahahhaha

Trackback from your site.

Menina nem te conto! – Grávida

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Menina, nem te conto!, Tirinhas 90 comentários

 
“Estava trabalhando no hospital (técnica de enfermagem), já com 37 semanas de gestação esperando o João Victor (meu segundo filho). Comecei a sentir umas contrações, fui ao consultório ansiosa pela resposta da médica e ela disse:  ‘É hoje, mamãe, que seu bebê vai nascer!’
 
Me arrumei num desespero, pois tinha que ir embora escovar o cabelo primeiro, porque uma mulher de 30 não podia ganhar neném com a escova vencida…rsrsrs
 
Foi a sensação da maternidade, como eu estava no início do trabalho de parto, consegui ir ao salão e escovar o cabelo. Voltei escovada, maquiada e no salto para internar… kkkkkkkkkkkk
 
Minhas amigas riram demais….uffaa!
 
Ô idade…
Brigadinha xuxuuuuuuuu.”
 
Mirlaine

Trackback from your site.

Menina, nem te conto! Dia dos Namorados!

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Menina, nem te conto!, Tirinhas 58 comentários

“Vou contar minha última história de dia dos namorados. Sempre protagonizo algumas histórias bizarras, mas essa chegou no limite máximo.
Bem, há mais ou menos 1 mês eu conheci um homem charmoso, solteiro, bem-sucedido profissionalmente, um partido quase perfeito e eu resolvi investir na relação.Estava tudo indo muito bem quando ele começou a dar defeito, tipo sumir sem explicação, claro que entendi o recado e me conformei que não teria futuro. 
Então, o dia dos namorados chegando e minha irmã me pediu para cuidar da minha sobrinha no final de semana que antecedeu o grande dia dos namorados. Ela, é claro, ia curtir um programinha a dois com o meu cunhado. Concordei que, de fato, tinha ficado para ‘tia’ e o papel era perfeito e além de tudo, a criança é fofa e foi divertido.
Enfim chegou o dia dos namorados e eu achei que o máximo que iria acontecer era ficar sozinha, então nenhuma novidade. Eis que por volta das 21h meu celular toca e vejo no identificador se tratar do par quase perfeito. Atendi e assim foi a conversa:
Ele disse: Feliz dia dos namorados! Você não está atrasada? Nós combinamos de nos ver hoje, estou te esperando.

Eu disse: Feliz dia dos namorados para você também, mas não combinamos nada, afinal de contas faz uns 10 dias que a gente não se fala.
Ele: Imagina! Está aqui no meu celular uma mensagem que você mandou dizendo que ia se atrasar um pouco porque ia levar um bolo na casa de uma amiga antes de vir para minha casa, mas isso já faz muito tempo. Você não virá?
Eu: Olha deve estar havendo algum engano, pois não enviei mensagem nenhuma.
Ele disse nervoso: Ahhh tá, não foi você que escreveu? Então você não é a Cláudia Maria que me mandou esta mensagem?
Eu: Não, eu sou a Ana Cláudia!
Ele: Que confusão que eu fiz! Minha mãe vive dizendo que quem estuda muito acaba confuso.
Eu: É, de fato você se confundiu um pouquinho, mas tudo bem. Amanhã ninguém terá uma história de dia dos namorados dessas para contar, somente eu. Levo uma bronca do suposto namorado que tomou o bolo de uma outra mulher. Nada que uma vida de terapia não resolva.
Ele: Me desculpa, me desculpa…
Ainda me pediu desculpas umas mil vezes e me convidou para sair no dia seguinte…
Enfim, contei para algumas colegas de trabalho e rimos muito, então, decidi fazer piada disso ao invés de cair em depressão.Pode publicar no Mulher de 30 que pretendo mandar para ele para eternizar nossa história de dia dos namorados, o nosso primeiro e último dia dos namorados.”
Beijo
Ana Cláudia

Trackback from your site.

Menina, nem te conto! As aventuras da Euny

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Menina, nem te conto!, Tirinhas 27 comentários

Uma colega de trabalho nos recomendou o uso de uma calcinha cintura alta para trabalhar, dizendo que as calças jeans cintura baixa tendem a deformar o corpo e a tal calcinha ajudaria a prevenir, além de melhorar a silhueta.

Insatisfeitas com os pneuzinhos que vazam pelas laterais da calça quando sentamos ficamos tentadas a experimentar e corremos para comprar as tais calcinhas milagrosas.

No dia seguinte, depois de horas se contorcendo p entrar naquela calcinha lembrei que seria preciso repetir o processo a cada ida no banheiro!

Somei isso ao desconforto que senti logo nos primeiros minutos e logo desisti da ideia mesmo achando que dava para perder alguma caloria só com o exercício feito ao vestir a tal calcinha.

Ao encontrar minha amiga, ela me relatou o que também havia passado horas fazendo contorcionismo para a calcinha entrar, e pior, tinha se ralado com as próprias unhas, ficado com marcas dignas de um ataque de cachorro doido e que havia desistido de usar também!

Concluímos que o grau de dificuldade exigido para vestir uma calcinha cintura alta é elevado demais para ela ser usada no dia a dia e deixamos a dita cuja para um daqueles dias em que ela seja indispensável, tipo apertar até a alma para deixar o corpo mais arrumado embaixo de um certo vestido por curtas horinhas (claro, certificando-se de que não irá para os finalmentes com o gato no dia). 

A segunda proeza foi da minha parte. Nunca havia pintado o cabelo sozinha. Como muita gente diz que é fácil e no comercial parecia ser realmente moleza, comprei um tonalizante da cor do meu cabelo e lá fui eu tentar deixa-lo mais brilhante.

Resultado, descobri que aquelas luvas que vem na embalagem deveriam ser substituídas por um macacão. Elas não me eram suficientes! Eu precisava mesmo era de  um traje especial da NASA.

O cabelo ficou legal, mas junto com ele eu tingi o rosto, o pescoço, os braços, as paredes do banheiro, as toalhas e objetos expostos por lá, bem como uma roupa do meu noivo que estava repousando no cesto de roupas sujas a qual pretendo dar sumiço antes que o sujeito note!!! Quase arranco a pele de tanto esfregar com uma bucha vegetal para tentar amenizar as manchas da coloração.

Maaaaaaaas o cabelo ficou legal!!

Beijos, 

Euny

Trackback from your site.

Menina, nem te conto! Quem quer vender sapato pra Renise?

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Menina, nem te conto!, Tirinhas 26 comentários

Entrei outro dia em uma loja de sapatos. Olho as vitrines. Vem um vendedor e diz:

_ Posso ajudá-la?

_Sim, claro! Preciso de um scarpan.

_ Claro! Veja este!

_ Não! Quero um sapato preto!

_ Então veja este!

_ Quero um sapato de salto!

_ Vejamos este aqui!

_ Quero um que seja todo fechado!

_ Espere! Há este!

_ Este é marrrom! Quero preto, lembra?

Suspiro…

_ Veja, então, este, senhora!

_ Este tem brilho, quero neutro!

_ Arggg! Que tal este?

_ Este salto não me agrada!

_ Só há mais este modelo!

_ Ai! Que lindo! É este! Quero ele!!!

_ Qual número?

_ 35!

_ Lamento, deste modelo só temos de 37 em diante!!

_ ARRRRRRgggg!

Renise 


E aí? Alguém aí quer vender sapatos pra Renise? hahahahahaha

Trackback from your site.
Página 8 de 13« Primeira...678910...Última »