Menina, nem te conto!

Quer participar do ‘Menina, nem te conto’? Envie sua história para falecomamulherde30@gmail.com ou entre em contato.

Menina, nem te conto! Namorado preocupado

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Menina, nem te conto!, Tirinhas 36 comentários


Já acordei chateada e ainda por cima uma sequência de coisas ruins foram acontecendo. Entrei no bate-papo para falar com meu namorado e contei tudo que tinha acontecido. 
Entre as coisas, falei que o carro tinha dado problema. 

Fim de TUDO ele diz: 

– Ô poxa e o que quebrou no carro?!?

Beijos da  Eloá!

Trackback from your site.

Menina, nem te conto! Uma pequena tragédia!

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Menina, nem te conto!, Tirinhas 23 comentários


Olá Cibele, descobri a pouco tempo seu blog e estou adorando. Já tenho 31, já sou casada me identifico nas situações das personagens Belinha e Gislaine.
 
Queria contar um “causo” que aconteceu comigo.
 
Aqui na empresa estamos passando por virtualização de processos físicos e contrataram uma empresa de fora. Para que os funcionários não fiquem pagando diária de hotel eles alugaram um apartamento no meu condomínio. Então, sempre vou pegar o ônibus da empresa com o pessoal de fora. Até aí, tudo bem.
 
Até que num belo dia, voltando da empresa, eu com meu lindo sapato anabela (não costumo usar, na verdade só tenho este par, mas achei o sapato tão lindo que não resisti), o ônibus para numa calçada e lá vai Glenda descendo, quando coloco o primeiro pé na calçada e ploft! Afundo… (cimento fresco e não tinha uma plaquinha sequer). Cinco segundos pensando: ‘vou voltar’! Opa o pé ficou preso. ‘Vou pra frente’, ploft, o outro pé no cimento, mais cinco segundos pensando… ‘Não vou conseguir voltar, vou em frente’, ahhhh meu sapato ficou, ploft pé limpo no cimento, agora não tem jeito, coloca o outro pé, ploft lá se vão meus sapatos novos, lindos e maravilhosos no cimento e eu descalça do outro lado da calçada com cimento até na barra da calça, os pés branquinhos. 
 
E aí eu me desesperei, comecei a gritar pro menino da empresa de fora que ainda estava no ônibus: “Meus sapatos, pegue meus sapatos! Tão no cimento!”. O desespero era tão grande que nem disse pro menino tomar cuidado e sim pegar os meus sapatos, o coitado arregalou os olhos e até hoje ele ri de mim.
 
Bom, essa é a minha história.
Abraços e adoro o seu blog.
Glenda

Trackback from your site.

Menina, nem te conto! No escurinho do cinema

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Menina, nem te conto!, Tirinhas 24 comentários

“Estava eu no cinema, vendo um filme super super prende a atenção. Chegamos atrasados e nem deu tempo de comprar nada de beber, nem pipoca (apesar que odeio pipoca mas um refri caia bem). Então me sentei e à minha esquerda estava meu par e à direita um cara que não conhecia, já estava lá quando eu sentei.
Ai o filme tipo sinistro, envolvente e coisa e tal. Teve uma cena que todos sentamos na beira da cadeira e no fim da cena, relaxamos. Tipo, eles não morreram. Ai estendo minha mão e pego o refrigerante no apoio direito e levo à boca o canudinho. Na hora que puxo o líquido me vem a realidade….esse refri não é meu….ai meu Deussss!
Devolvo o copo, o cara que eu nem conhecia que estava à minha direita (dono do refri) nem reparou…mas não eu não consegui deixar assim…aff.
Virei pra ele e disse: moço, eu tomei seu refri. me desculpa?
O moço me olha, tipo –  ela é retardada ou o que? – e começa a rir….ai eu ri também e fiquei pedindo desculpas…
Ele disse que não tinha problema que se eu quisesse mais podia ficar a vontade….ai ai…
Contei pro meu par à esquerda e ele me veio com o famoso bordão: Só você, Anita! kkkkkkk”

Abraços
Anita

Trackback from your site.

Menina, nem te conto! Gnomos

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Menina, nem te conto!, Tirinhas 50 comentários

 
Oi pessoal!  Eu sou a Carol do Rio de Janeiro. Tenho 28 anos. Praticamente uma Mulher de 30, não? 
Sou conhecida entre as minhas amigas por ser a pessoa com mais histórias bizarras quando o assunto é Relacionamento Amoroso. 
Há um tempo eu estava saindo com um rapaz. Estávamos ficando há um mês. Não lembro o assunto em questão, mas comentei que – na época – gostava de fazer coleção de gnomos e duendes pra enfeitar o quarto. Achava bonitinho. Papo vai e papo vem, o dia foi ótimo, ele me deixou em casa.
No dia seguinte ele quis terminar. Como estávamos apenas saindo sem compromisso, ia falar: “Tudo b…” até que fui interrompida pelo próprio, que resolveu dar “A justificativa”:
– É que você acredita em Gnomos e isso é contra a minha religião!! 
Não sabia se eu começava a rir ou a chorar e continuei a falar:
– Oi? Olha, se você quiser terminar, tudo bem. E eu não acredito em gnomos!!!
– Não é desculpa! Eu sei que você realmente acredita em gnomos e por isso a gente não pode ficar junto!
Bem, voltei pra casa meio sem reação mas ri tudo o que era pra rir no dia seguinte e essa virou uma das minhas histórias clássicas!
Ah! E não, eu não acredito em gnomos! HAHAHA!
Beijos, pessoal!

Trackback from your site.

Menina, nem te conto! A festa de oncinha

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Menina, nem te conto!, Tirinhas 21 comentários

Oi Cibele,
Adoro suas tirinhas e o blog Mulher de 30!

Meu nome é Daeny e tenho 30 anos, moro no interior de Minas, sou advogada.

Vou te contar uma história engraçada que aconteceu comigo.

Comprei um casaquinho estampa de onça, no melhor estilo “animal print”. Super na moda! 

Estava esperando uma boa oportunidade para estreá-lo, quando surgiu o convite para uma festa no sítio de um casal de amigos.

Lá fui eu, toda empolgada com meu casaco novo.

Menina, nem te conto! Quando cheguei lá, a festa estava toda decorada com estampa de onça: toalhas de mesa, toalhas do banheiro e até a anfitriã usava um chapéu com a estampa.

Imagina como me senti… simplesmente “compondo o ambiente”!!! rsrsrs

Fiquei bem “sem graça”, mas não tinha o que fazer. Estava frio, não tinha nem como tirar o bendito “casaco decorativo”! Então, relaxei e ainda fiz um comentário do tipo: “Nossa, estou combinando com a decoração!”

Então, é isso.

Quis compartilhar esse episódio engraçado com você! Admiro muito seu trabalho, que retrata o dia-a-dia das mulheres de 30. Cada vez mais poderosas, não é mesmo?

Beijos,

Daeny 

Trackback from your site.