Menina, nem te conto – Tropeção

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Menina, nem te conto!, Tirinhas

Boa tarde, Cibele

Conheci há pouco o site mulher de 30 e simplesmente amei. Tenho visitado sempre. Sou uma mulher com quase 30, faltando apenas uns dias.

E hoje, resolvi compartilhar com vocês uma história que aconteceu comigo há algum tempo atrás.

Sou extremamente desastrada, com o tempo aprendi a rir com isso.

Estava voltando à pé de um curso por uma avenida bem movimentada de minha cidade, com uma sandália de salto anabela. Como não sou muito acostumada com saltos, não tenho muito equilíbrio com eles. Foi quando vi um rapaz muito bonito vindo em minha direção. Levantei a cabeça, joguei meus cabelos pra trás e levei um enorme tropeção, saí “catando cavaco” até chegar no rapaz, que simplesmente parou na minha frente. Para não cair tentei, sem pensar, me segurar nele, mas como ele não estava tão próximo,  fui caindo e passando a mão no rapaz tentando me agarrar em alguma coisa pra não cair de vez. Enfim, quando dei por mim, estava caída no chão, sem uma das sandálias, com os dois joelhos ralados e meu rosto nos pés do rapaz. Ele, sem entender nada mas logicamente rindo, me ajudou a levantar, perguntou se estava tudo bem, pegou minha sandália, que nessa hora estava na rua, e foi embora.

A educação do rapaz era proporcional à sua beleza, mas graças a Deus nunca mais o encontrei.

Espero que se divirtam um pouco com a minha história, fiquei com muita vergonha na hora, mas isso sempre passa e acabo me divertindo com os desastres da minha vida.
Um grande abraço
Marcela 

Comente com o Facebook

comentário(s)

Trackback from your site.

Comentários (36)

  • Daniela

    |

    hahaha, “catando cavaco” e “fui caindo e passando a mão no rapaz tentando me agarrar em alguma coisa…”. Fiquei imaginando a cena e a vergonha dela… tadinha…. hahahaha

    Responder

    • Anonymous

      |

      Ei Dani,
      Bem que a Marcela poderia agarrar no cipó do rapaz, não é mesmo?
      kkkkkkkkkkk

      Responder

  • Anonymous

    |

    Q pena vc nunca mais ter encontrado o rapaz…

    Responder

    • Anonymous

      |

      Também acho, poderia ter feito como a Babi…

      Responder

    • Anonymous

      |

      Brux,
      Você é mesmo a garota da foto?
      Se for, está de parabéns! Que sorriso! Que pele! Que cabelos!

      Fiu Fiu

      Responder

  • Anonymous

    |

    kkkkkkkkkkkkkkkk

    rialto

    Acho que foi estratégia para alisar o rapaz não foi não???

    Nayara

    Responder

    • Anonymous

      |

      Também acho… danadinha!

      Responder

  • Anonymous

    |

    Oh, Marcela…
    Que coisa, heim?
    Já passei por algumas parecidas… Engraçado é que na hora, é vergonhoso, mas depois damos risadas!!!
    O bom é compartilhar aqui! Parabéns Cibele, o blog tá lindo, e eu já estava com saudades de ler o “Menina nem te conto”.

    Responder

    • Anonymous

      |

      O melhor “menina nem te conto” de todos!
      Parabéns Marcela pela história!
      Parabéns Cibele pela arte!

      Responder

  • Babi

    |

    Táloka!! Tálokonaa!!
    Perdeu a maior chance de ganhar o gatinho!!
    Fala sério…
    Esse negócio de “mulher independente” tá dando errado…
    Uma vez aconteceu comigo a mesma coisa. Mas, como eu obedeço a vovó… Fiquei lá no chão pra ver se o cara, além de lindo, era cavalheiro. BINGO!
    Ele me ajudou a levantar com toda delicadeza, perguntou se estava tudo bem, me acompanhou por alguns metros até ter certeza de que eu estava bem e ainda me ligou mais tarde para saber se não aconteceu nada grave.
    Ficamos um bom tempo, claro! E tempos depois, ainda ríamos da situação em que fui “parar aos pés dele”… kkk
    #FicaDica, meninas. Um tombo pode ser o trampolim de um super relacionamento…Riam de si mesmas e aproveitem a situação.

    Responder

    • Anonymous

      |

      “. Um tombo pode ser o trampolim de um super relacionamento…Riam de si mesmas e aproveitem a situação.”
      Falou e disse, Babi!!!
      Pensei o mesmo. Afinal, homens adoram cuidar!!
      Vou tentar essa tática em breve. Quem sabe, logo eu divido alguma com vocês?
      Feliz Ano Novo Ci!!!

      Responder

  • fernanda dias

    |

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk esse foi o melhor de todos os “menina nem te conto” eu sempre acesso mas nunca fui de comentar, mas este mereceu kkkkk ri mto

    ja aconteceu isso comigo tb kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder

    • Anonymous

      |

      Comigo também já aconteceu, Fernanda!
      Será que é moda cair aos pés dos meninos? hihihi!

      Responder

    • Luciana

      |

      Não parece que deixamos os homens aos nossos pés, como costumamos dizer, e sim o contrário! kkkkkkkkkkkkk

      Responder

  • Anonymous

    |

    Caiu aos pés do rapaz, literalmente!!!!!!!
    Ri alto!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder

    • Anonymous

      |

      E ainda caiu de 4 heheheheheh

      Responder

  • Anonymous

    |

    kkkk ri muito. Realmente dá muita vergonha, mas acabamos rindo da situação.

    Responder

    • Anonymous

      |

      Pelo que eu li dos comentários, muitas já passaram por isso!
      Esse Menina Nem te Conto merece um clipe!

      Responder

  • Anonymous

    |

    “A educação do rapaz era proporcional à sua beleza, mas graças a Deus nunca mais o encontrei.”

    Queimei o meu Tico e Teco e não consegui compreender a mensagem!

    Responder

  • Anonymous

    |

    O rapaz era bonito…e educado por ajudá-la a levantar. Porém, ela deu graças a Deus por nunca mais ter se encontrado com ele, pela vergonha que passou. Tico e Teco funcionou agora? rsrs

    E eu ri demais com esse post..Aliás, não paro de rir!!!

    Responder

  • daniella

    |

    Ri alto!
    Foi uma situação bem constrangedora, mas serve para dar boas risadas quando lembrada.

    Responder

  • Paula Frade

    |

    Kkkkkkkkk…já passei por isso. A diferença é que eu estava subindo no ônibus e o rapaz tava do lado de fora. Caí e levantei na mesma hora, na esperança que ele não tivesse visto. Fui embora morta de vergonha e sabendo que iria vê-lo no outro dia na escola! Passado…

    Responder

  • Elisangela Huc

    |

    Demais.. Super engraçado… Mas tadinho dos joelhos da Marcela.. É uma pena não ter engatado pelo menos uma amizade com o belo rapaz.. rsrs.. Quem sabe na próxima né Marcela? Afinal tem um monte de dicas até da vovó da Babi.. rsrs.. Realmente super.. Parabéns Marcela pela história.. E parabéns Cibele pelo sucesso que sempre nos arrancam muitas risadas..

    Responder

  • Mimoo

    |

    kkkkkkkkkkk… ain q vergonha amiga, mas bem q podia ter rendido pelo menos uma troca de telefones! rsrsrs bjus

    Responder

  • Unknown

    |

    Ainnnn…tadinha!! Mas intendo prefeitamente…sou dessas!! =P
    Thalita de quase trinta!

    Responder

  • Frederico

    |

    kkkkkkkk
    Que figura, deve ter sido cômico mesmo rsss

    Responder

  • Fabiane V. Maduell

    |

    Uma vez, na época do colégio, levei um tombão bem na frente do menino que eu gostava. Foi horrível!! Muita vergonha na hora… mas hoje dou risada!!! kkkk

    Responder

  • Raphael R Barbosa

    |

    Garotas, a mãe de vocês nunca cantou a música da Teresinha de Jesus? Diz assim:
    “Teresinha de Jesus
    de uma queda foi ao chão.
    Acudiram três cavalheiros,
    todos três, chapéu na mão.
    O primeiro foi seu pai,
    o segundo, seu irmão.
    O terceiro foi aquele
    a quem Teresa deu a mão.”

    E por que Teresa deu a mão? Porque o terceiro cavalheiro pediu, claro!
    Aprendam, uma queda na nossa frente pode fazer mais efeito que quilos de produção em roupas e maquiagens (até porque não reparamos nestas coisas).
    Resumindo: você cai na nossa frente mas quem fica caidinho somos nós.

    Responder

    • Raphael R Barbosa

      |

      PS: Quando criança, eu não sabia que “dar a mão” era o mesmo que aceitar o pedido de casamento e tomava como sinônimo de estender a mão, então achava a Teresa muito mal criada! Seu pai lhe estendia a mão e ela não correspondia, o mesmo com o seu irmão, fazendo esta desfeita aos dois familiares! Aí vinha uma terceira pessoa, que ela nunca vira na vida, e ela dava a mão pro cara levantar. Ora, Teresa! Crie juízo!!!
      Era assim que eu entendia a música… Criança tem cada uma!!!

      Responder

    • Elisangela Huc

      |

      Realmente tens razão!! rsrs… Nunca havia parado para pensar na letra desta canção…

      Responder

  • Anonymous

    |

    na época da escola eu bati a cabeça no orelhão por causa de um garoto q eu gostava!! vergonha!! :X hj e meu amigo!kkkkkkkkk

    Responder

  • Anonymous

    |

    Adorei a historia de cibele ri aberça kkkkk

    Responder

Deixe um comentário