Que alívio!

Enviado por Mulher de 30 em . Publicado em Nanda, Tirinhas

Hoje é o Dia Internacional contra a Homofobia. Bora rever nossos conceitos, pessoal!

Comente com o Facebook

comentário(s)

Trackback from your site.

Comentários (64)

  • Anonymous

    |

    mandou superbem, cibele!

    Responder

  • Henrique

    |

    Mandou super bem! Parabéns!

    Responder

  • Pedro

    |

    Dá pra entender o recado Ci, que não se deve julgar os outros só pela opção sexual. Mas só pra atiçar o assunto, digo que têm muitos gays na situação do segundo quadrinho também. Um conhecido meu, por exemplo, que é gay, aos 30 anos estava batalhando pra se formar numa faculdade privada de moda, não trabalha, vive da mesada da mãe e vivia pra cima e pra baixo num fusca rosa conversível…

    Me lembrou as novelas da Globo, onde os gays são sempre bonzinhos e/ou coitadinhos. Nunca tem um gay ladrão, corrupto, assassino…

    Responder

    • Anonymous

      |

      Oi, tomei a liberdade de responder caso outras pessoas vejam o seu comentário. Eu trabalhei um tempo com análise de novelas da Rede Globo no grupo de pesquisa em que participei. As novelas da Globo no inicio da década de 70 trabalhavam os personagens homossexuais como criminosos e essa imagem perdurou por toda a década! Não estou dizendo que concordo com a imagem dos gays da atualidade, mas que essa imagem do gay “ladrão, corrupto, assassino” já foi perpetuada durante muito tempo nas novelas da Rede Globo. Entre elas destaco duas: O Rebu, e Marron Glacé

      Veja: http://www.cult.ufba.br/arquivos/textoGenero.pdf

      Responder

    • Vanessa

      |

      Perfeito! Como se orientação sexual medisse caráter.

      Responder

  • Rite

    |

    Existe gente boa e má de qualquer opção sexual, credo, etnia ou classe social. Mas acho que nesses tempos de preconceito burro, devemos mesmo é mostrar que não é a opção sexual do ser humano que o define nesse sentido.
    Já ouvi zilhões de vezes mães dizerem que “deus me livre” de seus filhos serem gays, apesar de “não serem preconceituosas”. Já ouvi também pais dizerem que preferem que suas filhas sejam “putas” a que sejam “sapatões”. Sem tocar no preconceito contra a prostituição – que também considero errado -, isso mostra que muitos pais ainda preferem um desvio de índole a uma diferença sexual de um filho seu.

    Responder

  • André

    |

    Teve uma minissérie da Globo, chamada na Forma da Lei que tinha um Gay policial corrupto e assassino. Mas é o único que eu lembro.

    Gay, Hetero, Negro, Branco, Hindu, Homem, Mulher: Sempre vai ter alguns entre eles que batalham e outros que são vagabundos, nada é generalizado.

    Responder

  • Cibele Santos

    |

    Oi pessoal.

    Claro que nem sempre o gay é bonzinho e o hetero é folgado e sem caráter.
    Com essa tira só estamos retratando que às vezes, mesmo sendo pessoas super admiráveis, os gays sofrem com o rótulo e o preconceito. Muita gente ainda sofre com esse preconceito.

    Muita gente diz que prefere um filho drogado que gay, uma filha “perdida”que gay e etc.
    O fulano é super gente boa, PENA que é gay, entendem?

    Não é uma generalização. Apenas retratamos a situação em particular para passar um recado e uma ideia.
    Afinal todas as pessoas admiráveis merecem ser admiradas, independente da orientação sexual, não é?

    Beijosss pessoal,
    Cibele

    Responder

    • Anonymous

      |

      Está retratando errado, beirando a “heterofobia”.
      :/

      Além do mais, nada mais natural que pais heterossexuais prefiram filhos heterossexuais.

      O problema é que no Brasil pensa-se que respeitar as diferentes opções sexuais é o mesmo que estimular a homossexualidade. Ninguém tem obrigação de achar que é bonito ser gay. Temos, sim, que respeitar as pessoas.

      Responder

      • Vanessa

        |

        Comentário perfeito!

        Responder

    • Anonymous

      |

      Complementando, a “mãe” da tirinha não está errada. O pai pode ter orgulho do filho X em relação ao filho Y, seja pelos motivos que forem.

      Preconceito não é crime. Discriminação é.

      Por exemplo, isso que você demonstra na tira é preconceito, mas não é criminoso. Aliás, normalmente as tiras são feitas em cima de preconceito, em cima de situações estereotipadas.

      Responder

    • Mateus

      |

      O site Mulher de 30 beirando a heterofobia?? Essa só pode ser piada!!!

      Se o cara for uma exemplo de ser humano como o cara da tirinha, é bonito sim! Independente dele ser hetero ou gay!
      Se um dia você tiver um filho gay e ele for uma pessoa linda, você achará o contrário?

      Pense que um dia poderá ter um gay na sua casa também. Aí quero ver você “preferir um filho heterosexual”!

      Responder

    • Anonymous

      |

      Anônimo aí de cima…

      O mulher de 30 tem preconceito contra os heteros?? hahahahahahahahaha
      Caraca, você só leu essa tira no site ou tá de brincadeira?
      São CINCO personagens heteros e UM gay!

      Gilberta

      Responder

    • Eduardo

      |

      “(…) nada mais natural que pais heterossexuais prefiram filhos heterossexuais.”

      Não entendi. O que se entende aqui por natural? Escolher quem o filho deve amar é natural?

      Responder

    • Anonymous

      |

      Olá, bem eu acesso o blog pra entender mais sobre o universo feminino, já achei que fosse gay aos 11 anos, mas me descobri hétero aos 13 quando passei a me atrai por garotas. Infelizmente sei que o que se é retratado na tirinha é verdade, até porque minha mãe é assim. Ótima crítica!

      Responder

    • Cilla Adriana

      |

      Babacas homofóbicos velados comentando por aqui. Heterofobia foi boa… Heterofobia é que nem caviar, nunca vi, nem comi, só ouço falar.

      Responder

    • Anonymous

      |

      Todo mundo de mimimi mas sabe que muitas mães são assim (e os pais, são piores).

      Responder

    • Anonymous

      |

      Pais em geral querem ser avós, ter filho gay dificulta ter netos. Acredito que a mãe da tirinha estava nesta linha de pensamento.

      Responder

  • Nahida

    |

    Também concordo com o Pedro. Não dá pra colocar as pessoas em caixinhas de esteriótipos. Não é porque é gay que é bonzinho e nem porque gosta de mulher que é um vagabundo né? A tentativa de tirar um preconceito, foi um tanto quanto rotuladora! =/

    Responder

    • Anonymous

      |

      Não foi rotuladora, você que tem a mente preconceituosa. A tirinha só mostrou o oposto do que as pessoas pensam.

      Responder

  • iud

    |

    Po, galera, ta faltando uma interpretação ai, hein! A Cibele foi bem clara no recado.

    Responder

    • Anonymous

      |

      ah mas este povo que pode elogiar, prefere criticar…simples assim…para que olhar com bons olhos, aquilo que posso modificar na nossa mente…

      Povo encrenqueiro.
      Tirinha nota 1000
      Luana

      Responder

    • Marianna

      |

      Qualquer coisa que defender um gay vai acabar gerando polêmica. Normal!

      Agora viraram o sentido da tirinha para defender os hetero que foi injustiçado!
      Todas as tiras do site mostram heteros bons e legais e uma tira onde o gay se sobressai é criticada.

      Haja paciência…

      Responder

  • Anonymous

    |

    Entendi bem a mensagem Cibele! Só não concordo com a parte que diz “virou gay”. Acho que ninguém vira homossexual, seja homem ou mulher. Não é uma opção! Se fosse, creio que ninguém optaria por viver lutando contra preconceito de todos os lados, tendo que criar uma máscara para ser aceito na sociedade, tendo que dar mil desculpas por não ter uma namorada(o), ter que desviar desses assuntos em conversas entre amigos e familiares etc. Pra mim é uma coisa natural, então pensem bem antes de dizer que é uma escolha da pessoa. Abraços!

    Responder

    • cecília

      |

      Anônimo, você acha que uma véia preconceituosa como essa ia dizer MEU FILHO NASCEU GAY.
      É assim que as pessoas falam sobre os gays mesmo, gente!
      As pessoas acham que a pessoa escolhe ser gay por ser sem vergonha, isso que ela quis dizer na tira.
      Se a véia fosse esclarecida nem faria sentido a tira.

      Responder

    • Anonymous

      |

      Era exatamente isso que eu estava começando a comentar! A mensagem é ótima, mas, de fato, ninguém “vira gay”. E também não é uma opção sexual, como muitos pensam!
      Mas parabéns pela iniciativa, Cibele!

      Responder

    • cecília

      |

      Gente, vocês estão confundindo a opinião da mulher com a da Cibele.
      Está claro que tudo o que está escrito no quadrinho 1 são idéias que a maioria das pessoas tem sobre os gays que justamente estão sendo criticadas.
      São idéias e frases de uma pessoa preconceituosa mesmo e não da autora.

      Responder

    • Anonymous

      |

      Isso Cecília! Quando eu disse que não concordava com o “virou gay”, eu não quis dizer que era a opinião da Cibele. Acho que me expressei mal. Eu só quis exemplificar o uso errado, na minha opinião, que as pessoas fazem das palavras “opção sexual”, seja para criticar ou defender alguém.

      Responder

  • Maria

    |

    É isso mesmo, Cibele! A tirínha é muito boa e o seu comentário, ainda mais.
    Acho até que você deveria deixar em destaque o seu “complemento”, porque, infelizmente, muita gente não tem essa leitura minuciosa em uma tirinha. Parabéns pelo trabalho!

    Responder

  • Jéssica

    |

    Muito boa a tirinha! =D

    Para quem está reclamando que a tirinha “cria um esteriotipo/preconceito”, me digam, em uma sociedade que homossexuais são assassinados e despededidos por causa de sua sexualidade, para que serve mostrar uma tirinha ao estilo “todos os seus preconceitos contra gays estão certos! e eles ainda são uns vagabundos!”? Para você se sentir confortável nos seus pensamentos?

    Tem gente reclamando de barriga cheia…

    Responder

    • Pedro

      |

      Não foi uma reclamação, foi só uma observação. Eu entendo a necessidade de se usar um estereótipo para fazer a crítica da tirinha. Não faria o menor sentido realmente mostrar um homossexual máu cárater nessa tira pois não mostraria a hipocrisia da mãe.

      Só acho curioso o fato de se lutar tanto para que vejam os homossexuais como pessoas normais, iguais a qualquer outra pessoa e não se demonstrar isso nas manifestações de apoio a eles, os colocando como pessoas sem desvios de cárater. Não que isso seja culpa da Cibele, nós fazemos isso a toda hora. Quando queremos convencer torcedores de outro time que o nosso é melhor, só falamos das vitórias e esquecemos que ele também perde. Quando se defende a religião que professamos só mostramos o lado bom dela, esquecendo as atrocidades que porventura ela tenha cometido. É um método de convencimento fazer o outro pensar só no lado positivo das coisas e esquecer o negativo para que o pensamento dele se alinhe ao seu.

      Responder

    • Jéssica

      |

      A maioria dos brasileiros JÁ acredita que homossexuais tem sérios desvios de caráter. Mostrar “olha, gays tb podem ser maus” seria apenas apoiar o senso-comum.
      E principalmente o objetivo aqui não é dizer que homos são melhores que heteros, mas dizer que eles devem ser respeitados como seres humanos, então comparar a luta pelos direitos LGBTT com religião ou futebol é ridículo.

      Responder

    • Pedro

      |

      Jéssica, obviamente eu não estava comparando a luta pelos direitos “LGBTT” (o que é esse outro T?) com religião ou futebol, como uma leitura superficial do que eu escrevi já demonstraria. Estava comparando métodos de convencimento, a exemplo do da tirinha, com os utilizados no dia a dia. Até porque acredito que a Cibele não tenha feito a tirinha para levantar nenhuma bandeira em defesa dos homossexuais, mas como mero entretenimento que ocasionalmente também faz pensar.

      Responder

  • Anonymous

    |

    Primeiro: Parabénszzzzzz a Cibele.
    Segundo:Bom depende da interpretação de cada Um.
    Na sociedade tem de tudo gente!
    Gay bonzinho, Gay mau- carácter, Gay ladrão, Gay certinho, Gay amoroso etc e tal.
    Na verdade é a nossa cabeça que está suja de preconceitos e baixarias.
    O ser humano é completamente desprezível em certos aspectos culturas e crenças.
    Cabe a cada um avaliar seus conceitos e começar a perceber que a humanidade tem de mudar seus pensamentos a acima de tudo atitudes.
    Sejamos mais complacentes e discernentes uns com os outros.
    Respeitando diferenças, opiniões e culturas e conceitos!

    Responder

  • Anonymous

    |

    Oh Deus, como tem gente que precisa estudar interpretação de texto!! Dizer que ela foi heterofóbica, que generalizou, foi o fim… ¬¬

    Responder

  • Anonymous

    |

    hahahahaha BOA, para minha avó EU tb VIREI GAY – se virei, ou não virou, hoje sou é GAY, mas poderia ser o que EU quiser. A interpretação do ser, nascer, virar – esta como cada um quer colocar.

    Virou é o mesmo que mudou, ah não mudou, já nasceu GAY ! – explique isso para minha avó !!! enfim que diferença isso faz????

    Conseguem fazer tanta tempestade num copo d’água que qualquer dia a Cibele manda todo mundo para PQP – povo tonto.

    Sou Gay, nasci gay, mas para minha família eu tb virei gay… eles me respeitam é o que vale.

    Gomes

    Responder

  • A teimosa

    |

    Adorei a tirinha…reflete bem pelo ke passam os homossexuais…preconceito é covardia.. é ignorancia..é um absurdo.. é o cúmulo…
    bjokas

    Responder

  • Anonymous

    |

    ÓTIMA tirinha!
    Infelizmente é bem assim mesmo, né? hahah

    Responder

  • Anonymous

    |

    Que bom que fui censurado!!
    Não posso dizer que prefiro um filho vagabundo a um filho bem sucedido e gay?
    Eu conheço ex-vagabundos bem sucedidos. Alguém aí conhece um ex-gay?

    Responder

    • Anonymous

      |

      Apoiadoooooooo.

      Existe desgosto maior para um patriarca do que saber que seu filho é gay ?

      Responder

    • Anonymous

      |

      Tá cheio de patriarca por aí que enquanto a esposa está em casa, cuidando dos filhos e fazendo a sua janta, ele está na maior pegação com rapazes que ele tanto discrimina. Depois chega tarde em casa dando a desculpa do futebol, da reunião na empresa, do chopinho com os amigos…

      Responder

    • Cibele Santos

      |

      Se foi censurado é porque usou termos desrespeitosos.
      Aqui não censuramos as opiniões contrárias, apenas a falta de educação ao expor as ideias.
      Ninguém está pedindo para você aceitar ou torcer para ter um filho gay, só respeitá-los.

      Pelo menos neste MEU espaço o respeito vai prevalecer independente do assunto, ok?

      Abração,

      Responder

    • Anonymous

      |

      Você fala sobre respeito, mas não viu que acima do seu comnentário houve uma pessoa(provavelmente mulher) dando indiretas claras de que um homem arcaico é viado e fica de pegação com outros homens.

      Onde está o respeito ? Só é censurado se for contra as famosas minorias que os vermelhinhos do PT tanto defendem, os Gays ?

      Responder

    • Anonymous

      |

      Já mandaram a letra lá em cima e eu faço questão de repetir, preconceito e discriminação são coisas DIFERENTES.

      Ninguém é obrigado a gostar de X ou Y, nem mesmo o governo tem o direito de fazer isso, é totalmente errado que alguém prive ou humilhe uma pessoa só por ela ser gay, mas querer enfiar guela abaixo a aceitação dos gays ?

      JAMAIS.

      Responder

    • Anonymous

      |

      Cibele, que me lembre, usei os mesmos termos desse comentário que você publicou. Acho que a ideia é que foi censurada. Ainda bem que você deixou passar.
      Eu sou a favor do casamento gay. Sou a favor da adoção por parte de casais gays. Sou a favor dos gays usufruírem dos mesmos direitos que os héteros.
      Mas não quero, de jeito nenhum, ter um filho gay. Prefiro um filho vagabundo, pois vagabundagem tem jeito. Prefiro ser até estéril.

      Responder

    • Raul

      |

      Acho que meu pai também preferia ser estéril, mas teve um filho gay!

      Reza meu caro anônimo, mas reza muuuito, pq as chances de ter um filho gay são grandes.
      Pensa nisso antes de cuspir pra cima. Pode cair na sua cara!

      Responder

    • Anonymous

      |

      Em primeiro lugar não acredito em deus, portanto não vou perder tempo rezando.
      Em segundo, só terei que aguentar o gay na minha casa até ele começar a trabalhar. O cuspe não vai cair na minha cara, vai cair na rua.

      Responder

    • Nena's Blog

      |

      Que bom que você vai amar seu filho hein … Afinal, se ele ou ela for gay você vai deixar ele pra rua assim que começar a trabalhar … Pelo exemplo de pai que essa pessoa vai ter 😉

      Responder

  • Anonymous

    |

    O que a Cibele quis dizer que as pessoas preferem filhos vagabundos do que gays

    Responder

    • Anonymous

      |

      então reza pra não ter um filho gay. sabe que tem 50% de chance, né?..risosss

      Responder

    • Anonymous

      |

      Tecnicamente, tem 10% de chance, já que essa é a proporção de gays no mundo.

      Responder

    • Anonymous

      |

      50% de chances de uma pessoa ser ou não. sacou?
      Tipo, sou gay ou hetero. 50% para cada possibilidade.

      Responder

    • Anonymous

      |

      Ah! 10% assumidos. Isso não conta os enrustidos e os “heteros” que saem com homens escondido das esposas e namoradas.

      Responder

    • Anonymous

      |

      Não saquei. Você que não sacou o que significa estatística.
      Esses 10% foram achados em pesquisas em países desenvolvidos, onde esse problema de “sair” do armário é bem menos significativo que por essas bandas.
      Pelo seu raciocínio, eu tenho 50% de chances de ganhar na mega sena. Tipo, ou ganho ou perco.

      Responder

    • Nena's Blog

      |

      Prefere o vagabundo? Que ótimo, espero que seja feliz com um filho que vai ser infeliz, afinal, eu não conheço vagabundos felizes, você sim? Vai visitar cadeia e vê se tem gente feliz por lá …

      Responder

  • Anonymous

    |

    Cara, é impressionante como as pessoas distorcem tudo! Gente, a tirinha não teve como intenção mostrar que só existem homossexuais bons, pelamor! ¬¬ O objetivo foi mostrar que a ORIENTAÇÃO SEXUAL de uma pessoa não influencia em nada seu caráter e suas capacidades, ao contrário do que as pessoas cegas de preconceito e “debimentalismo” pensam. Como a maioria das pessoas faz esse julgamento errado aos homossexuais, e não aos heterossexuais, a autora da tirinha colocou o homossexual sendo bom e o heterossexual sendo ruim. Só por isso! Não foi “heterofobia” nem nada.

    Responder

  • Anonymous

    |

    Os 2 seriam uma vergonha para mim, deserdava ambos.

    Responder

    • Nena's Blog

      |

      Ainda bem que ninguém mais precisa viver de herança pra ser deserdado né? Todo mundo tem competência pra viver a vida por si só 😉

      Responder

  • Nena's Blog

    |

    Eu tenho nojo e só de ver tantas pessoas preconceituosas e sem nenhum amor pelas outras pessoas, sejam elas desconhecidas ou filho de vocês… Mas parabéns pela tirinha, pra quem tem uma mente um pouquinho mais estruturada foi uma bela lição 😉

    Responder

  • Nayara Régis

    |

    Os valores hj em dia estão muito invertidos… Estudar e ter uma vida idônea não vale mais a pena para algumas pessoas.

    Responder

Deixe um comentário